Aviso de Privacidade do Google Chrome

Última modificação: 25 de Abril de 2017

Saiba como controlar as informações que são recolhidas, armazenadas e partilhadas quando utiliza o navegador Google Chrome no computador ou num dispositivo móvel, o SO Chrome e a Navegação segura. Embora esta política descreva funcionalidades específicas do Chrome, todas as informações pessoais fornecidas à Google ou armazenadas na sua Conta Google são utilizadas e protegidas de acordo com a Política de Privacidade da Google.

Se ativar aplicações do Google Play no seu Chromebook, a utilização e a proteção das informações recolhidas pelo Google Play ou pelo sistema operativo Android é regida pelos Termos de Utilização do Google Play e pela Política de Privacidade da Google. Os detalhes específicos do Chrome são disponibilizados neste Aviso quando tal for relevante.

Detalhes acerca do Aviso de Privacidade

Neste Aviso de Privacidade, o termo "Chrome" é utilizado para designar todos os produtos da família Chrome acima indicados. No caso de haver diferenças na nossa política entre produtos, iremos assinalá-las.

As versões "Beta," "Dev" ou "Canary" do Chrome permitem testar novas funcionalidades que ainda estão a ser criadas no Chrome. Este Aviso de Privacidade aplica-se a todas as versões do Chrome, mas poderá não estar atualizado para funcionalidades ainda em desenvolvimento.

Para obter instruções passo a passo sobre como gerir as suas preferências de privacidade, leia esta vista geral dos controlos de privacidade do Chrome.

Índice:

Modos do navegador

Embora não seja necessário facultar informações pessoais para utilizar o Chrome, este possui diferentes modos que podem ser utilizados para alterar ou melhorar a experiência de navegação. As Práticas de privacidade diferem consoante o modo utilizado.

Modo de navegador básico

O modo de navegador básico armazena informações localmente no seu sistema. Estas informações podem incluir:

  • Informações do histórico de navegação. Por exemplo, o Chrome armazena os URLs das páginas que o utilizador visita, uma cache de texto, imagens, bem como outros recursos das referidas paginas e, se a funcionalidade de previsão de ações de rede estiver ativada, uma lista de alguns dos endereços IP acedidos a partir dessas páginas.

  • Informações pessoais e palavras-passe para o ajudar a preencher formulários ou iniciar sessão em sites que visita.

  • Uma lista das autorizações que concedeu a Websites.

  • Capturas de ecrã em miniatura das páginas que o utilizador visita com mais frequência.

  • Cookies ou dados dos Websites visitados.

  • Dados guardados por suplementos.

  • Um registo do conteúdo transferido de Websites.

O utilizador pode gerir estas informações de várias formas:

As informações pessoais que o Chrome armazena não são enviadas para o Google a não ser que opte por armazenar esses dados na sua Conta Google ao iniciar sessão no Chrome. Ao iniciar sessão, ativa a funcionalidade de sincronização do Chrome.

Como o Chrome gere as suas informações

Informações para operadores de Websites. Os sites que o utilizador visita através do Chrome recebem automaticamente informações de registo padrão, que incluem o endereço IP do seu sistema e dados de cookies ou de tecnologias equivalentes. Em geral, o facto de utilizar o Chrome para aceder a serviços Google, como o Gmail, não faz com que o Google receba quaisquer informações de identificação pessoal. Nos Websites da Google ou noutros Websites que optem por receber, se o Chrome detetar indícios de ataque ativo por parte de alguém na rede (um ataque do tipo "man-in-the-middle"), pode enviar informações acerca dessa ligação à Google ou ao Website que visitou para ajudar a determinar a extensão do ataque e a forma como este funciona. A Google faculta aos proprietários de Websites aderentes relatórios sobre os ataques que ocorreram nos respetivos sites.

Pré-composição. Para carregar páginas Web mais rapidamente, o Chrome possui uma definição que pode procurar os endereços IP dos links numa página Web e em ligações de rede abertas. Os sites e as aplicações Android podem igualmente solicitar ao navegador o pré-carregamento das próximas páginas que o utilizador poderá visitar. Os pedidos de pré-carregamento de aplicações Android são controlados pela mesma definição das previsões iniciadas pelo Chrome. No entanto, as instruções de pré-carregamento de sites são sempre executadas, independentemente de a funcionalidade de previsão da rede do Chrome estar ativada. Se for solicitada a pré-composição, seja pelo Chrome ou por um site ou uma aplicação, o site pré-carregado tem permissão para definir e ler os seus próprios cookies, como se o tivesse visitado, mesmo que acabe por não visitar a página previamente composta. Saiba mais.

Localização. Para obter mais informações geograficamente relevantes, o Chrome dá ao utilizador a possibilidade de partilhar a sua localização com um site. O Chrome não permite que um site aceda à localização do utilizador sem a respetiva autorização. No entanto, em dispositivos móveis, o Chrome partilha automaticamente a localização com o motor de pesquisa predefinido se tiver autorização para aceder à localização e não tiver sido bloqueado a geolocalização para o Website associado. O Chrome utiliza os Serviços de localização da Google para calcular a localização. As informações que o Chrome envia aos Serviços de localização da Google podem incluir:

  • Os routers Wi-Fi mais próximos do utilizador
  • IDs das torres de difusão celular mais próximas do utilizador
  • A intensidade do sinal Wi-Fi ou celular
  • O endereço IP atribuído atualmente ao dispositivo do utilizador

A Google não tem controlo sobre Websites ou políticas de privacidade de terceiros, pelo que se recomenda prudência ao partilhar a localização com um Website.

Atualizações. O Chrome envia periodicamente informações à Google para verificar se existem atualizações, obter o estado da conetividade, validar a hora atual e calcular o número de utilizadores ativos.

Funcionalidades de pesquisa. Se o Google for o motor de pesquisa predefinido, o Chrome contacta-o quando o utilizador inicia a pesquisa ou muda de rede. Desta forma, obtém o melhor endereço Web local para envio das consultas de pesquisa. Se o utilizador tiver sessão iniciada num site da Google ou no Chrome e o Google for o motor de pesquisa predefinido, as pesquisas efetuadas a partir da barra de endereço do Chrome são armazenadas na Conta Google do utilizador.

Serviço de previsão da pesquisa. Para ajudar a localizar informações mais rapidamente, o Chrome utiliza o serviço de previsão fornecido pelo motor de pesquisa predefinido para disponibilizar conclusões prováveis para o texto que está a escrever. Quando efetua uma pesquisa a partir da barra de endereço do Chrome, os carateres inseridos (mesmo que ainda não tenha premido Enter) são enviados para o motor de pesquisa predefinido. Se o Google for o motor de pesquisa predefinido, as previsões baseiam-se no seu próprio histórico de pesquisas, nos tópicos relacionados com aquilo que está a escrever e no que as outras pessoas estão a pesquisar. Saiba mais. As previsões também se baseiam no histórico de navegação. Saiba mais.

Assistência à navegação. Quando o utilizador não consegue estabelecer ligação a uma página Web, pode obter sugestões de páginas alternativas semelhantes à que está a tentar consultar. Para proporcionar sugestões, o Chrome envia à Google o URL da página que está a tentar consultar.

Gestão de palavras-passe e do preenchimento automático. O Chrome envia à Google informações anónimas e limitadas acerca dos formulários Web com que o utilizador se depara, incluindo um URL colocado em hash da página Web e detalhes acerca da estrutura do formulário, para que possamos melhorar os nossos serviços de gestão de palavras-passe e do preenchimento automático.

Pagamentos. Se tiver sessão iniciada no navegador Chrome e tiver cartões de crédito armazenados na sua conta do Google Payments, o Chrome oferece-lhe a opção de incluir esses cartões em formulários Web. Além disso, se introduzir um novo cartão de crédito num formulário Web, o Chrome pergunta-lhe se pretender guardar o cartão de crédito e as informações de faturação relacionadas na sua conta do Google Payments. Se o utilizador usar um cartão do Google Payments ou optar por guardar o cartão de crédito na respetiva conta do Google Payments para utilização futura, o Chrome recolhe informações sobre o computador e partilha-as com o Google Payments para proteger o utilizador de fraudes. No Android, caso essa opção seja suportada pelo comerciante, o Chrome também lhe permite pagar através do Android Pay.

Idioma. Para personalizar a experiência de navegação com base nos idiomas que prefere ler, o Chrome mantém uma contagem dos idiomas mais populares dos sites que visitou. Esta experiência de idioma é enviada para o Google para personalizar a sua experiência no Chrome. Se tiver sessão iniciada no Chrome, este perfil de idioma fica associado à sua Conta Google e, se incluir o histórico do Chrome na Atividade da Web e de aplicações do Google, pode ser utilizado para personalizar a sua experiência noutros produtos Google. Consulte os controlos de atividade.

Aplicações Web no Android. Nos dispositivos Android, se selecionar Adicionar ao ecrã principal num Website que tenha sido otimizado para um desempenho rápido e fiável em dispositivos móveis, o Chrome utilizará um servidor da Google para criar um pacote Android nativo para esse Website no dispositivo. O pacote Android permite-lhe interagir com a aplicação Web tal como faria com uma aplicação Android. Por exemplo, a aplicação Web aparece na lista de aplicações instaladas. Saiba mais.

Estatísticas de utilização e relatórios de falhas. Por predefinição, são enviados à Google relatórios de falhas e estatísticas de utilização para nos ajudar a melhorar os nossos produtos. As estatísticas de utilização contêm informações, como preferências, cliques em botões e a utilização da memória. Geralmente, as estatísticas de utilização não incluem URLs de páginas Web ou informações pessoais. No entanto, se tiver sessão iniciada no Chrome e estiver a sincronizar o histórico de navegação na sua Conta Google sem uma frase de acesso da Sincronização do Chrome, as estatísticas de utilização do Chrome incluem informações acerca das páginas Web que visitar e a sua utilização das mesmas. Por exemplo, podemos recolher estatísticas para identificar páginas Web que são carregadas lentamente. Utilizamos estas informações para melhorar os nossos produtos e serviços e para proporcionar aos programadores da Web estatísticas para melhorarem as respetivas páginas. Os relatórios de falhas contêm informações do sistema no momento em que as falhas ocorreram e podem conter URLs de páginas Web ou informações pessoais, consoante as operações em curso no momento em que o relatório de falha foi acionado. Podemos partilhar informações agregadas e sem dados de identificação pessoal publicamente e com os nossos parceiros, como publicadores, anunciantes ou programadores da Web. Pode alterar se as estatísticas de utilização e os relatórios de falhas são enviados à Google a qualquer momento. Saiba mais. Se as aplicações do Google Play estiverem ativadas no seu Chromebook, bem como as estatísticas de utilização do Chrome, os dados de utilização e de diagnóstico do Android também são enviados à Google.

Licenças de multimédia. Alguns Websites encriptam os conteúdos multimédia para os protegerem contra o acesso e a cópia não autorizados. Nos sites em HTML5, esta troca de chaves é realizada ao utilizar a API de extensões multimédia encriptadas. Durante o processo de autorização do acesso a estes conteúdos multimédia, é possível que sejam armazenados localmente identificadores e licenças de sessão. O utilizador pode limpar estes identificadores no Chrome ao utilizar Limpar dados de navegação com a opção "Licenças de multimédia" ativada. Nos sites que utilizam o Adobe Flash Access, o navegador Chrome para Windows ou SO Chrome fornece um identificador exclusivo para Websites e parceiros de conteúdo. O identificador está armazenado no seu sistema. Pode negar este acesso na secção Conteúdo protegido das Definições de conteúdo e repor o ID ao utilizar Limpar dados de navegação com a opção "Licenças de multimédia" ativada. Se o utilizador aceder a conteúdo HD no SO Chrome, um fornecedor de conteúdos pode solicitar ao Chrome um certificado para validar a elegibilidade do dispositivo. Para validar o dispositivo, o Chromebook partilha dados acerca dos respetivos atributos de hardware com o Website e utiliza o serviço Acesso validado para comprovar que as chaves criptográficas estão protegidas por hardware do Chrome. O Chrome solicita ao utilizador que autorize ou recuse esta validação. Saiba mais.

Outros serviços Google. Este aviso descreve os serviços Google que estão ativados por predefinição no Chrome. O Chrome pode ainda disponibilizar outros serviços Web Google. Por exemplo, se encontrar uma página num idioma diferente, o Chrome oferece-se para enviar o texto à Google para tradução. As opções para controlar este serviços são apresentadas ao utilizador na primeira vez que os utiliza. Pode obter mais informações no Documento técnico sobre a Privacidade do Chrome.

Identificadores no Chrome

O Chrome inclui vários identificadores necessários para acionar funcionalidades. Por exemplo, se utilizar mensagens push, é criado um identificador para entrega de avisos ao utilizador. Sempre que possível, utilizamos identificadores não exclusivos únicos e removemos os identificadores quando deixam de ser necessários. Além disso, os identificadores seguintes ajudam-nos a desenvolver, distribuir e promover o Chrome, mas não estão diretamente relacionados com uma funcionalidade do Chrome.

  • Controlo da instalação. Cada cópia da versão para computador Windows do navegador Chrome inclui um número de instalação temporário gerado aleatoriamente, que é enviado à Google quando o utilizador instala e usa o Chrome pela primeira vez. Este identificador temporário ajuda-nos a obter uma estimativa do número de navegadores instalados e é eliminado na primeira atualização do Chrome. A versão do Chrome para dispositivos móveis utiliza uma variante do identificador do dispositivo de forma constante para controlar o número de instalações do Chrome.

  • Controlo de promoções. Para nos ajudar a acompanhar o sucesso das campanhas promocionais, o Chrome gera um símbolo exclusivo que é enviado à Google quando o utilizador executa e utiliza o navegador pela primeira vez. Além disso, se recebeu ou reativou a sua cópia da versão para computador do navegador Chrome no âmbito de uma campanha promocional e o Google é o seu motor de pesquisa predefinido, as pesquisas efetuadas a partir da caixa geral incluem uma etiqueta promocional não exclusiva. Do mesmo modo, todas as versões para dispositivos móveis do navegador Chrome incluem uma etiqueta promocional não exclusiva juntamente com as pesquisas efetuadas a partir da caixa geral. O SO Chrome pode ainda enviar uma etiqueta promocional não exclusiva à Google periodicamente (incluindo durante a instalação inicial) e quando realiza pesquisas com o Google. Saiba mais.

  • Demonstrações de campo. Por vezes, realizamos testes limitados a novas funcionalidades. O Chrome inclui um número de semente que é selecionado aleatoriamente aquando da primeira execução para atribuir navegadores a grupos experimentais. As experiências podem ainda ser limitadas por país (determinado pelo endereço IP), pelo sistema operativo, pela versão do Chrome e por outros parâmetros. Todos os pedidos enviados à Google incluem uma lista das demonstrações de campo que se encontram ativas na instalação do Chrome do utilizador. Saiba mais.

Modo de Chrome com sessão iniciada

Quando o utilizador inicia sessão no navegador Chrome ou num Chromebook com a respetiva Conta Google, os seus dados de navegação pessoais são guardados em servidores da Google e sincronizados com a sua conta. Este tipo de informações pode incluir:

  • Histórico de navegação
  • Marcadores
  • Separadores
  • Informações de palavras-passe e do Preenchimento automático
  • Outras definições do navegador, como as extensões instaladas

Estas definições são carregadas automaticamente para o utilizador sempre que este inicia sessão no Chrome noutros computadores e dispositivos. Para personalizar as informações específicas que pretende sincronizar, utilize o menu Definições. Saiba mais. O utilizador pode ver a quantidade de dados do Chrome armazenados na respetiva Conta Google e geri-los no Painel de controlo da Sincronização do Chrome. No Painel de controlo, exceto para Contas Google criadas através do Family Link, também pode desativar completamente a sincronização e eliminar todos os dados associados dos servidores da Google. Saiba mais. Para crianças com Contas Google criadas no Family Link, é necessário iniciar sessão e não é possível desativar a Sincronização do Chrome porque proporciona funcionalidades de gestão parental, como restrições de Websites. Contudo, as crianças com estas contas podem continuar a eliminar os respetivos dados e a desativar a sincronização da maioria dos tipos de dados. Saiba mais. O Aviso de Privacidade para Contas Google criadas no Family Link aplica-se aos dados da Sincronização do Chrome armazenados nessas contas.

Como o Chrome processa as suas informações com sessão iniciada

Quando o utilizador sincroniza o Chrome com a respetiva Conta Google, utilizamos os respetivos dados de navegação para melhorar e personalizar a sua experiência no Chrome. O utilizador pode igualmente personalizar a sua experiência noutros produtos Google ao autorizar a inclusão do seu histórico do Chrome na Atividade da Web e de aplicações da Google. Saiba mais.

É possível alterar esta definição na página Histórico da conta ou em gerir os seus dados privados a qualquer momento. Se os dados do Chrome não forem utilizados para personalizar a experiência Google do utilizador fora do Chrome, a Google utiliza os dados do Chrome apenas depois de tornados anónimos e agregados com dados de outros utilizadores. A Google utiliza estes dados para desenvolver novas funcionalidades, produtos e serviços, bem como para melhorar a qualidade global dos produtos e serviços existentes. Se pretender utilizar a nuvem da Google para armazenar e sincronizar os seus dados do Chrome, mas não pretender que a Google aceda aos dados, pode encriptar todos os dados sincronizados com a sua própria frase de acesso de sincronização. Saiba mais.

Modo de navegação anónima e modo convidado

É possível limitar as informações que o Chrome armazena no seu sistema através do modo de navegação anónima ou do modo convidado. Nestes modos, o Chrome não armazena determinadas informações, nomeadamente:

  • Informações básicas do histórico de navegação, como URLs, texto das páginas em cache ou endereços IP de páginas acedidas a partir dos Websites visitados
  • Instantâneos das páginas visitadas
  • Registos das transferências, embora os ficheiros transferidos continuem a ser armazenados algures no computador ou no dispositivo

Como o Chrome processa as suas informações de navegação anónima ou de convidado

Cookies. O Chrome não partilha cookies existentes com sites visitados no modo de navegação anónima ou convidado. Os sites podem depositar cookies novos no seu sistema enquanto se encontra nestes modos, mas estes apenas serão armazenados e transmitidos até que seja fechada a última janela do modo de navegação anónima ou do modo convidado.

Alterações à configuração do navegador. Quando efetua alterações à configuração do navegador, como a marcação de uma página Web ou a alteração das definições, estas informações são guardadas. Estas alterações não são afetadas pelo modo de navegação anónima ou pelo modo convidado.

Autorizações. As autorizações concedidas no modo de navegação anónima não são guardadas no perfil existente.

Informações do perfil. No modo de navegação anónima, o utilizador continua a ter acesso às informações do perfil existente durante a navegação, tais como sugestões baseadas no histórico de navegação e palavras-passe guardadas. No modo convidado, é possível navegar sem ver as informações de nenhum dos perfis existentes.

Gerir utilizadores no Chrome

Gerir utilizadores para utilização pessoal no Chrome

É possível configurar versões personalizadas do Chrome para utilizadores que partilham um dispositivo ou um computador. Tenha presente que qualquer pessoa com acesso ao dispositivo pode ver todas as informações em todos os perfis. Para evitar efetivamente que outras pessoas vejam os seus dados, utilize as contas de utilizador incorporadas no seu sistema operativo. Saiba mais.

Pode também criar um utilizador supervisionado no Chrome com a sua Conta Google. Se o fizer, a Google sincroniza e armazena informações sobre o utilizador supervisionado com a sua Conta Google, tais como o histórico e outras definições. Pode visualizar estas informações em chrome.com/manage.

Gerir utilizadores no Chrome for Enterprise

Alguns navegadores Chrome ou Chromebooks são geridos por instituições de ensino ou empresas. Neste caso, o administrador tem a capacidade de aplicar políticas ao navegador ou ao Chromebook. O Chrome contacta a Google para verificar a existência destas políticas quando o utilizador inicia sessão no Chrome pela primeira vez ou começa a navegação sem iniciar sessão (exceto no modo convidado). O Chrome verifica periodicamente se existem atualizações às políticas.

Um administrador pode definir uma política de criação de relatórios de estado e atividade para o Chrome, incluindo informações de localização para dispositivos com o SO Chrome. Os administradores podem ainda ter capacidade de acesso, monitorização, utilização e divulgação de dados acedidos a partir do seu dispositivo gerido.

Práticas de Navegação segura

O Google Chrome e alguns navegadores de terceiros, como algumas versões do Firefox da Mozilla e do Safari da Apple, incluem a funcionalidade de Navegação segura da Google. Com a Navegação segura, as informações relativas a Websites suspeitos são transmitidas entre o navegador utilizado e os servidores da Google.

Modo de funcionamento da Navegação segura

O navegador contacta os servidores da Google periodicamente para transferir a lista de "Navegação segura" mais recente, onde constam os sites de phishing e de programas maliciosos conhecidos. A cópia mais recente da lista é armazenada localmente no seu sistema. A Google não recolhe quaisquer informações da conta ou outras informações de identificação pessoal no âmbito deste contacto. No entanto, recebe informações de registo padrão, incluindo um endereço IP e cookies.

Cada site visitado é confrontado com a lista de Navegação segura no sistema. Se existir uma correspondência, o navegador envia para a Google uma cópia parcial em hash do URL do site para que a Google possa enviar mais informações ao navegador. A Google não consegue determinar o URL verdadeiro a partir destas informações. Saiba mais.

As seguintes funcionalidades de Navegação segura são específicas do Chrome:

  • Algumas versões do Chrome incluem a tecnologia de Navegação segura, o que permite identificar sites potencialmente prejudiciais e tipos de ficheiros potencialmente perigosos ainda não conhecidos pela Google. Pode também ser enviado à Google o URL completo do site ou o ficheiro potencialmente perigoso para ajudar a determinar se o site ou o ficheiro é prejudicial.

  • O Chrome utiliza a tecnologia de Navegação segura para analisar periodicamente o computador, com vista a detetar software indesejado que impeça o utilizador de alterar as suas definições ou que, de algum modo, interfira com a segurança e a estabilidade do navegador. Saiba mais. Se este tipo de software for detetado, o Chrome pode propor-lhe a opção de transferir a Ferramenta de limpeza do Chrome para o remover.

  • Pode optar por enviar dados adicionais para ajudar a melhorar a Navegação segura quando acede a um site que parece conter programas maliciosos ou quando o Chrome deteta software indesejado no seu computador. Saiba mais.

  • Se utiliza a Navegação segura e sincroniza o histórico de navegação do Chrome com a sua Conta Google, o Chrome pode comunicar de forma anónima os domínios nos quais concede, rejeita e revoga autorizações, ou nos quais ignora pedidos de autorização, para melhorar a segurança e a utilidade das autorizações de funcionalidades Web.

  • Pode sempre optar por desativar a funcionalidade de Navegação segura no Chrome.

Práticas de privacidade relativas a aplicações, extensões, temas, serviços e outros suplementos

Pode utilizar aplicações, extensões, temas, serviços e outros suplementos com o Chrome, incluindo alguns que possam estar pré-instalados ou integrados no Chrome. Os suplementos desenvolvidos e fornecidos pela Google podem comunicar com os servidores da Google e estão sujeitos à Política de Privacidade da Google, exceto indicação em contrário. Os suplementos desenvolvidos e fornecidos por terceiros são da responsabilidade dos respetivos autores e podem reger-se por políticas de privacidade diferentes.

Gerir suplementos

Antes de instalar um suplemento, deve consultar as autorizações necessárias. Os suplementos podem ter autorização para efetuar várias coisas, nomeadamente:

  • Armazenar, aceder e partilhar dados armazenados localmente ou na sua conta do Google Drive
  • Ver e aceder ao conteúdo dos Websites que visita
  • Utilizar notificações enviadas através dos servidores da Google

O Chrome pode interagir com suplementos de várias formas diferentes:

  • Na verificação da existência de atualizações
  • Na transferência e instalação de atualizações
  • No envio de indicadores de utilização para a Google acerca dos suplementos

Alguns suplementos podem precisar de acesso a um identificador excluviso para a gestão de direitos digitais ou para a entrega de mensagens push. É possível desativar a utilização de identificadores ao remover o suplemento do Chrome.

Regularmente, o Google pode detetar um suplemento que constitua uma ameaça à segurança, viole os termos de programador da Web Store do Chrome ou outros acordos jurídicos, leis, regulamentos ou políticas. O Chrome transfere periodicamente uma lista destes suplementos perigosos para os desativar ou remover remotamente do sistema.

Mais informações

As informações que a Google recebe quando o Chrome é utilizado são usadas e protegidas nos termos da Política de Privacidade da Google. As informações que os outros operadores de Websites e programadores de suplementos recebem, incluindo cookies, estão sujeitas às políticas de privacidade dos referidos Websites.

A Google adota vários quadros de autorregulamentação, nomeadamente o Escudo de Proteção da Privacidade UE-EUA. Saiba mais.

Definições

Cookies e tecnologias semelhantes

Um cookie é um pequeno ficheiro com uma string de carateres que é enviado para o seu computador quando visita um Website. Quando visitar novamente o Website, o cookie permite que o mesmo reconheça o seu navegador. Os cookies podem armazenar preferências do utilizador e outras informações. Pode repor o seu navegador para recusar todos os cookies ou indicar quando um cookie é enviado. Contudo, algumas funcionalidades ou serviços de Websites podem não funcionar corretamente sem cookies. As outras tecnologias são utilizadas para fins semelhantes aos de um cookie noutras plataformas em que os cookies não estão disponíveis ou não se aplicam, como o ID de publicidade disponível em dispositivos móveis Android. Saiba mais sobre como a Google utiliza cookies e dados, incluindo cookies, quando utiliza sites ou aplicações dos nossos parceiros.

Conta Google

Pode aceder a alguns dos nossos serviços se se inscrever numa Conta Google e nos fornecer algumas informações pessoais (geralmente, o seu nome, o endereço de email e uma palavra-passe). As informações desta conta serão utilizadas para o autenticar ao aceder aos serviços Google e para proteger a sua conta do acesso não autorizado de terceiros. Pode editar ou encerrar a mesma a qualquer momento através das definições da sua Conta Google.

Registos dos servidores

Tal como a maioria dos Web sites, os nossos servidores registam automaticamente os pedidos de página efetuados quando visita os nossos sites. Normalmente, estes "registos dos servidores" incluem o pedido da Web, o endereço do protocolo de Internet (endereço IP), o tipo de navegador, o idioma do navegador, a data e a hora do pedido e um ou vários cookies que podem identificar de forma exclusiva o navegador.

Segue-se um exemplo de uma entrada de registo comum, no qual é efetuada uma pesquisa por "carros", seguido de uma análise das suas partes:

123.45.67.89 - 25/Mar/2003 10:15:32 -
http://www.google.com/search?q=carros -
Firefox 1.0.7; Windows NT 5.1 - 740674ce2123e969

  • 123.45.67.89 corresponde ao endereço do protocolo de Internet (endereço IP) atribuído ao utilizador pelo respetivo ISP; consoante o serviço do utilizador, o fornecedor de serviços pode atribuir ao utilizador um endereço diferente de cada vez que é estabelecida ligação à Internet;

  • 25/Mar/2003 10:15:32 corresponde à data e hora da consulta;

  • http://www.google.com/search?q=carros é o URL solicitado, que inclui a consulta de pesquisa;

  • Firefox 1.0.7; Windows NT 5.1 corresponde ao navegador e ao sistema operativo utilizados; e

  • 740674ce2123a969 é o ID de cookie exclusivo atribuído especificamente a este computador quando acede ao Google pela primeira vez. (Os cookies podem ser eliminados pelos utilizadores. Se o utilizador tiver eliminado o cookie do computador desde a última vez que acedeu ao Google, então será o ID de cookie exclusivo atribuído ao utilizador da próxima vez que aceder ao Google a partir desse computador em particular).