Princípios básicos da segurança familiar

Se for um pai ocupado, pode contar com estas sugestões simples para ajudar a manter a sua família segura online.

  1. Converse com a sua família sobre a segurança online. Seja claro(a) quanto às regras e expetativas relacionadas com a tecnologia para a sua família, bem como quanto às consequências da utilização inadequada. Acima de tudo, certifique-se de que a sua família se sente suficientemente confortável para pedir orientações quando se deparar com decisões difíceis. Isto pode ajudar a sua família a sentir-se segura ao explorar a Internet de forma autónoma e a saber a quem recorrer (neste caso, o utilizador) se surgirem dúvidas.
  2. Utilize a tecnologia em conjunto. É uma excelente forma de educar para a segurança online e cria oportunidades para abordar tópicos de segurança com a sua família à medida que se deparam com os mesmos.
  3. Discuta os serviços e sites online. Converse com a sua família sobre os tipos de sites que gostam de visitar e sobre o que é indicado para cada membro.
  4. Proteja as palavras-passe. Ajude a sua família a saber como definir palavras-passe seguras online. Recorde-lhes de que não devem partilhar as palavras-passe com outras pessoas, à exceção, talvez, de adultos em quem confiam, como os pais. Certifique-se de que criam o hábito de terminar sessão nas suas contas online quando utilizam computadores públicos na escola, num café ou na biblioteca.
  5. Utilize definições de privacidade e controlos de partilha. Existem inúmeros sites para partilhar pensamentos, fotografias, vídeos, atualizações de estado e muito mais. Muitos destes serviços disponibilizam definições de privacidade e controlos que o(a) ajudam a decidir quem pode ver o seu conteúdo antes de o publicar. Converse com a sua família sobre o que podem e o que não podem partilhar publicamente. Ajude-os a respeitar a privacidade dos outros através da proteção da privacidade dos detalhes pessoais dos familiares ou amigos e da não identificação das pessoas pelo nome em conteúdos partilhados publicamente.
  6. Verifique as restrições de idade: muitos serviços online, incluindo a Google, fixam limites de idade que restringem quem pode utilizar os seus serviços. Por exemplo, é necessário satisfazer determinados requisitos de idade para criar uma Conta Google e a utilização de alguns produtos Google está limitada a utilizadores com 18 anos de idade ou mais. Verifique sempre os termos de utilização de um Website antes de permitir que o seu filho se inscreva numa conta e, se tiver regras familiares sobre os sites e serviços que podem ser utilizados, explique-as claramente aos seus filhos.
  7. Ensine a sua família a comunicar de forma responsável. Adote o seguinte como uma boa regra prática: se não diria uma coisa diretamente a uma pessoa, então não a envie por SMS, mensagem instantânea ou de email nem a publique como comentário na página de outra pessoa. Converse sobre a forma como as coisas que são ditas online podem afetar as outras pessoas e crie diretrizes familiares que regulem o tipo de comunicação considerado adequado.
  8. Converse com outros adultos. Converse sobre o assunto com amigos, familiares, professores, formadores e conselheiros. Outros pais e profissionais que trabalham com crianças podem oferecer-lhe conselhos valiosos sobre o que é mais correto para a sua família, especialmente se estiver a lidar com uma área tecnológica com a qual não está familiarizado(a).
  9. Proteja o seu computador e a sua identidade. Utilize software antivírus e atualize-o regularmente, exceto se tiver um Chromebook, que não necessita de software antivírus. Converse com a sua família sobre os tipos de informações pessoais que não devem ser publicados online, como o número da segurança social, o número de telefone ou o endereço de casa. Ensine a sua família a não aceitar ficheiros nem abrir anexos de email enviados por desconhecidos.
  10. Não pare. Manter-se seguro não é uma ação única. A tecnologia evolui e, consequentemente, as necessidades da sua família também evoluem. Certifique-se de que mantém um diálogo contínuo. Restabeleça as regras familiares básicas, verifique o progresso de cada um e reserve algum tempo para conversar regularmente.

Ferramentas de segurança

Descubra as 5 principais funcionalidades de segurança da Google concebidas para ajudar a manter a sua família segura online.

Google Play

Utilizar o Controlo parental para filtrar aplicações pela classificação de conteúdo

Pode utilizar o Controlo parental para restringir o conteúdo que pode ser transferido ou comprado no Google Play. Isto ajuda-o a encontrar conteúdo adequado a si e à sua família.

Saiba mais

Abra a aplicação Play Store no dispositivo.

No canto superior esquerdo, toque no ícone Menu.

Toque em Definições.

Toque em Controlo parental.

Ative o Controlo parental.

Crie um PIN.

Toque em Aplicações e jogos.

Escolha o nível de maturidade.

YouTube

Definir um filtro para excluir o conteúdo impróprio

Se preferir não ver conteúdo para adultos ou com restrição de idade ao navegar pelo YouTube, desloque-se para a parte inferior de qualquer página do YouTube e ative o Modo de segurança. O Modo de segurança ajuda a filtrar o conteúdo potencialmente ofensivo da pesquisa, dos vídeos relacionados, das listas de reprodução, dos programas e dos filmes.

Saiba mais

Desloque-se para a parte inferior de qualquer página do YouTube e clique no menu pendente na secção "Segurança".

Selecione a opção Ativado ou Desativado para ativar ou desativar o Modo de segurança.

Para bloquear esta definição, inicie sessão na sua Conta Google.

Depois de iniciar sessão, poderá optar por bloquear esta definição.

Chrome

Controle o que a sua família vê na Web

Se pretender controlar os sites aos quais a sua família pode aceder na Internet, pode utilizar a funcionalidade Utilizadores supervisionados no Google Chrome. Com os Utilizadores supervisionados, pode ver as páginas visitadas pelo utilizador e bloquear os sites que não pretende que este veja.

Saiba mais

Para configurar um utilizador supervisionado no seu Chromebook, comece no ecrã de início de sessão principal e clique em Adicionar utilizador.

No lado direito do ecrã, selecione Criar um utilizador supervisionado.

Clique em Criar um utilizador supervisionado.

Inicie sessão na conta que fará a gestão do utilizador supervisionado e clique em Seguinte.

Selecione um nome de utilizador, uma palavra-passe e uma imagem para o utilizador supervisionado. Clique em Seguinte.

Android

Limitar o acesso a apenas aplicações e jogos aprovados

Pretende partilhar o seu tablet sem partilhar todos os seus conteúdos? Nos tablets com Android 4.3 ou superior, pode criar perfis restritos que limitam o acesso de outros utilizadores a funcionalidades e conteúdos do seu tablet.

Saiba mais

Se for o proprietário do tablet, toque em Definições → Utilizadores → Adicionar utilizador ou perfil.

Toque em Perfil restrito → Novo perfil e, em seguida, atribua um nome ao perfil.

Utilize os interruptores e as definições ATIVADO/DESATIVADO para gerir o acesso a funcionalidades, definições e aplicações.

Prima o botão Ligar/desligar para regressar ao ecrã de bloqueio e, em seguida, toque no ícone de novo perfil.

Após a configuração, o Ecrã principal fica vazio. Toque no ícone Todas as aplicações para começar a utilizar o novo perfil.

Ver mais ferramentas de segurança