Dez factos que sabemos serem verdadeiros

Enumerámos estes "10 factos" quando a Google estava ainda a dar os primeiros passos. De vez em quando, relemos esta lista para termos a certeza de que esses factos ainda são verdadeiros. Esperamos que sim e os utilizadores podem chamar-nos a atenção para os mesmos.

  1. Dedicação ao utilizador e o resto virá naturalmente.

    Desde o início que concentramos os nossos esforços em proporcionar a melhor experiência do utilizador possível. Quer estejamos a conceber um novo navegador de Internet ou um novo ajuste ao visual da página inicial, certificamo-nos cuidadosamente de que o que fazemos vai servir os nossos utilizadores e não o nosso próprio objetivo ou os resultados internos da empresa. A interface da nossa página inicial é clara e simples e as páginas são carregadas instantaneamente. Nunca vendemos o posicionamento nos resultados de pesquisa a ninguém e a publicidade, para além de estar claramente identificada como tal, oferece conteúdo pertinente e não distrai os utilizadores. E quando construímos ferramentas e aplicações novas, queremos que elas funcionem tão bem que os utilizadores nem sequer equacionem a possibilidade de terem sido concebidas de forma diferente.

  2. É melhor fazer apenas uma coisa, mas fazê-la realmente bem.

    A Google faz efetivamente pesquisa. Com um dos maiores grupos de investigação do mundo exclusivamente dedicado à resolução de problemas de pesquisa, sabemos o que fazemos bem e como poderíamos fazer melhor. Através da repetição exaustiva de problemas difíceis, conseguimos resolver questões complexas e melhorar continuamente um serviço que já tornou a procura de informação uma experiência rápida e contínua para milhões de pessoas. O nosso empenho no aperfeiçoamento da pesquisa ajuda-nos a aplicar o que aprendemos em novos produtos, como o Gmail e o Google Maps. A nossa intenção é levar o poder da pesquisa a áreas nunca antes exploradas e ajudar as pessoas a acederem e a utilizarem ainda mais as informações em constante expansão nas suas vidas.

  3. Ser rápido é melhor do que ser lento.

    Sabemos que o tempo dos nossos utilizadores é valioso, por isso, quando procuram uma resposta na Web, pretendem obtê-la de imediato – e nós estamos aqui para os agradar. Somos, provavelmente, as únicas pessoas no mundo que podem dizer que têm por objetivo fazer com que os utilizadores saiam da nossa página inicial o mais rapidamente possível. Removendo os bits e bytes em excesso das nossas páginas e aumentando a eficiência do nosso ambiente de execução, já batemos várias vezes os nossos próprios recordes de velocidade, para que o tempo médio de resposta para um resultado de pesquisa seja de uma fração de segundo. A velocidade é sempre tida em conta em cada novo produto lançado, seja uma aplicação para dispositivos móveis ou o Google Chrome, um navegador concebido para ser suficientemente rápido para a Web moderna. E continuamos a trabalhar para que tudo seja ainda mais rápido.

  4. A democracia na Internet resulta.

    A eficácia da pesquisa do Google baseia-se nos milhões de indivíduos que publicam links em Websites para determinar que outros Websites oferecem conteúdo importante. Avaliamos a importância de cada página Web utilizando mais de 200 sinais e uma variedade de técnicas, incluindo o algoritmo PageRank™ patenteado, que analisa quais os sites eleitos por outras páginas Web como as melhores fontes de informação. À medida que a rede cresce, esta abordagem torna-se também mais eficiente, já que cada novo site representa uma nova fonte de informação e mais um voto a ter em conta. Na mesma linha de atuação, estamos empenhados no desenvolvimento de software de código aberto, em que a inovação surge como fruto do esforço conjunto de vários programadores.

  5. Não é necessário estar sentado na secretária para precisar de uma resposta.

    O mundo é cada vez mais móvel: as pessoas querem aceder à informação quando precisam dela, onde quer que estejam. Estamos a criar tecnologias pioneiras e a disponibilizar novas soluções para serviços móveis que ajudam pessoas em todo o mundo a realizar inúmeras tarefas nos seus telemóveis, desde consultar o email e eventos no calendário, a ver vídeos, já para não falar nos vários modos de aceder à pesquisa do Google num telemóvel. Além disso, esperamos potenciar uma grande inovação para os utilizadores de dispositivos móveis em todo o mundo com o Android, uma plataforma para dispositivos móveis gratuita e de código aberto. O Android leva a abertura que esteve na origem da Internet ao mundo móvel. O Android não só beneficia os consumidores, que passam a ter mais escolha e experiências móveis inovadoras, como também oferece aos operadores, fabricantes e programadores oportunidades de negócio.

  6. É possível obter lucros sem comprometer a integridade.

    Como empresa, a Google gera receitas que resultam da oferta de tecnologia de pesquisa a outras empresas e da venda da publicidade apresentada no nosso site ou noutros sites na Web. Centenas de milhares de anunciantes em todo o mundo utilizam o AdWords para promover os seus produtos e centenas de milhares de publicadores beneficiam do programa AdSense para distribuir anúncios relevantes para o conteúdo do seu site. Para garantir a acessibilidade dos nossos serviços a todos os utilizadores (quer sejam anunciantes ou não), definimos um conjunto de princípios normativos para os nossos programas e práticas de publicidade:

    • Não permitimos a apresentação de anúncios nas nossas páginas de resultados, exceto se forem relevantes no local em que são apresentados. E acreditamos firmemente que os anúncios podem fornecer informações úteis se, e apenas se, forem relevantes para o que se pretende encontrar, daí que determinadas pesquisas possam não apresentar qualquer anúncio.

    • Acreditamos que a publicidade pode ser eficaz sem ser incomodativa, pelo que não permitimos publicidade através de janelas pop-up que possam interferir com a capacidade de visualizar o conteúdo solicitado. Concluímos que os anúncios de texto que têm interesse para os leitores geram taxas de cliques muito mais elevadas do que anúncios apresentados aleatoriamente. Qualquer anunciante, pequeno ou grande, pode usufruir deste meio altamente segmentado.

    • A publicidade no Google está sempre identificada como um "Link Patrocinado", pelo que não compromete a integridade dos resultados de pesquisa apresentados. Nunca manipulamos classificações para colocar os nossos parceiros em posições superiores nos resultados de pesquisa e ninguém pode comprar uma classificação de página mais elevada. Os utilizadores confiam na objetividade da Google e nenhum ganho a curto prazo justificaria a quebra dessa confiança.

  7. Existe sempre mais informação para descobrir

    Depois de termos indexado mais páginas HTML na Internet do que qualquer outro serviço de pesquisa, os nossos engenheiros voltaram a sua atenção para a informação que não está tão prontamente acessível. Em alguns casos, foi apenas uma questão de integrar novas bases de dados na pesquisa, como adicionar uma pesquisa de números de telefone e endereços e um diretório de empresas. Outras situações exigiram um pouco mais de criatividade, como adicionar a capacidade de pesquisar arquivos de notícias, patentes, publicações académicas, milhões de imagens e milhares de livros. Os nossos investigadores continuam a estudar formas de levar toda a informação do mundo às pessoas que procuram respostas.

  8. A necessidade de informação atravessa todas as fronteiras.

    A nossa empresa foi fundada na Califórnia, mas a nossa missão consiste em facilitar o acesso à informação globalmente, e em todos os idiomas. Para o efeito, temos escritórios em mais de 60 países, mantemos mais de 180 domínios na Internet, e servimos mais de metade dos nossos resultados a pessoas que vivem fora dos Estados Unidos. Oferecemos a interface de pesquisa do Google em mais de 130 idiomas, permitindo que as pessoas possam restringir os resultados ao conteúdo escrito no seu próprio idioma, e pretendemos fornecer as restantes aplicações e produtos em tantos idiomas e formatos acessíveis quanto possível. Ao utilizarem as nossas ferramentas de tradução, as pessoas podem descobrir conteúdos escritos do outro lado do mundo em idiomas que não falam. Com estas ferramentas, e a ajuda de tradutores voluntários, temos sido capazes de melhorar consideravelmente a variedade e a qualidade dos serviços que oferecemos até mesmo nos cantos mais recônditos do mundo.

  9. Não é preciso ser formal para ser levado a sério.

    A Google foi fundada com base na ideia de que o trabalho deve ser um desafio e que o desafio deve ser divertido. Acreditamos que as coisas boas e criativas acontecem mais facilmente quando se adota a cultura empresarial certa – e não estamos a falar apenas de candeeiros de lava e bolas de borracha. A ênfase dada aos feitos da equipa e o orgulho nos êxitos individuais contribuem para o nosso êxito global. Damos muito valor aos nossos colaboradores – pessoas enérgicas e apaixonadas das mais variadas procedências, com abordagens criativas no trabalho, na diversão e na vida. O ambiente pode ser informal, mas quando surge uma nova ideia à mesa do café, numa reunião de equipa ou no ginásio, ela é partilhada, testada e posta em prática com uma rapidez estonteante, e pode até ser a rampa de lançamento para um novo projeto destinado a uma utilização global.

  10. Ser bom não chega.

    Para a Google, ser bom em alguma coisa é um ponto de partida e não um fim em si. Definimos para nós próprios objetivos que ainda não conseguimos alcançar, porque sabemos que, no esforço para os atingir, poderemos obter mais do que esperávamos. Através da inovação e da persistência, pretendemos pegar em coisas que funcionam bem e melhorá-las de forma inesperada. Por exemplo, quando um dos nossos engenheiros observou que a pesquisa funcionava bem com palavras escritas corretamente, questionou-se sobre o que aconteceria com palavras mal escritas. Isto levou-o a criar um verificador ortográfico intuitivo e mais útil.

    Mesmo que os utilizadores não saibam exatamente o que procuram, encontrar uma resposta na Web é um problema nosso e não deles. Tentamos prever necessidades ainda não expressas pelo nosso público-alvo global e responder às mesmas com produtos e serviços que estabeleçam novos padrões. Quando lançámos o Gmail, este tinha mais espaço para armazenamento do que qualquer outro serviço de e-mail disponível. Olhando para trás, esta oferta parece óbvia, mas apenas porque estabelecemos novos padrões para o armazenamento de email. É este tipo de mudança que pretendemos levar a cabo e estamos sempre à procura de novos locais onde possamos marcar a diferença. Em última análise, a permanente insatisfação com o estado de coisas atual transforma-se na força motora por detrás de tudo o que fazemos.

Privacidade

A nossa Política de Privacidade, ferramentas e muito mais sobre a gestão dos seus dados no Google.

Mais

Segurança

A nossa abordagem à segurança e como comunicar um problema de segurança.

Mais

Princípios de software

A nossa posição quanto a software fraudulento na internet.

Mais